Tuesday, October 7, 2008

Pedir...

Eu despeço-me. Tu despedes-te. Vou-me embora. Foi mais uma tarde passada contigo. Enquanto ando pelo passeio da rua indefinida debaixo do sol escaldante, sinto a frieza que todas as tardes me atinge, depois de estar contigo. Sinto-me incompleto... como se me tivessem dado a minha comida favorita, mas numa dose demasiado pequena para a desfrutar. Quero mais. Mas tu não me dás. Todos os dias tenho a esperança que me digas "Não vás"; "Espera só mais um pouco."; "Não me deixes sozinha."; "Fica comigo."; "Abraça-me."; "Beija-me."; "Ama-me."...
Mas esse dia nunca chega. Mas eu espero. Espero como um pai espera pelo filho que morreu na guerra. Espero como um moribundo nos seus últimos segundos espera pela salvação...
Ligas-me. "Porque não ficaste mais um pouco?". Eu rio-me...
Miúda, só tu para me fazeres rir nos momentos de tristeza. Somos opostos completos. Eu preto, tu verde. Mas a verdade é que nós os dois, combinamos na perfeição...
Eu respondo-te:

"O pedido ansiado não foi requerido..."

2 comments:

x Inês ( ? ) said...

They say I'm a dreamer , but I'm not the only one .

Enfim João , cada vez gosto mais do q escreves , cada vez escreves melhor . Beijinhó ,

P.S. Usei um boqadinho , ou a ideia , como qeiras , do inicio dum dos teus textos mas dei-te os devidos créditos , obrigado .

x Inês ( ? ) said...

Conta x'D